MakerCube : A fonte de bancada DIY que vc respeita

Eu preciso mesmo de uma fonte variável no meu lab/oficina¯\_( ͡° ͜ʖ ͡°)_/¯?

Resposta curta: Sim cara, chega de gambiarras com baterias 9v, pilhas AA, porta USB do computador e multímetro. Essa s*ruba de fio um dia vai dar ruim  se não já deu.

Resposta longa: Não necessariamente, uma entrada USB, um carregador de celular, um multímetro meia-boca e baterias muitas vezes são suficientes pra alguns tipos de aplicações que não envolvem eletrônica digital e analógica, por exemplo (tudo que envolve AC: reparos de eletrodomésticos, elétrica residencial etc) . No fim desse post tem um kit muito mais barato que $12 e que é uma ótima opção pra você que trabalha desse modo.

Ok, mão na massa

Você vai precisar de :

  • Um voltímetro e amperímetro Digital, que vai exibir a tensão ajustada e a corrente consumida pelas suas tralhas que tão ligadas na fonte.

voltimetro_amperimetro

back to the future
Com todo o charme que só displays de 7 segmentos têm
  • 2 potenciômetros, pra controlar a tensão da fonte “grossamente” e “finamente” (um de 10k e o outro com pelo menos a metade desse valor. Na verdade quanto menor for esse segundo potênciômetro, melhor (eu usei 5k, mas acho que o que seria top mesmo é 1k). É interessante que esse  de menor valor seja também físicamente menor (que é o motivo de eu ter usado 5k, era o que tinha na sucata), que gera visualmente uma idéia de precisão/delicadeza, quando comparado ao maior (10k), isso melhora significativamente a usabilidade da fonte (99% maker, mas aquele 1% é designer).
  • Um micro-switch SPDT como ON/OFF da fonte (eu gosto dos que são de metal e fazem um barulho massa, tem animal gente que gosta desses de CPU, de plástico barato)
switch_nutela.jpeg
Nutela
switch raiz.jpeg
Raiz
  • Um Led 10mm (qualquer cor, mas verde transmite bem a idéia de ligado/desligado). Pode ser menor? Pode, mas esses leds de 10mm são fofos demais pra serem negligenciados.
10mm-green-led.jpg
Cabeçudo
  • 2 jacks banana fêmea, de cores diferentes, por favor (vermelho-VCC e preto-GND é o recomendado)
  • Um conector p4 fêmea (para a alimentação da fonte, através de um carregador de notebook  ou bateria)
p4Jack.jpeg
Facilmente reciclável de roteadores, impressoras, telefones fixos (oi?)
  • Um módulo conversor step-down (buck) chaveado pelo LM2596 (datasheet), que é o que faz a mágica de reduzir a tensão de entrada ao valor ajustado pelo trimpot, com razoável eficiência (~73%).
  • lm2596.jpg
    Esse trimpot (quadradinho azul) tá condenado a ser expulso do seu lugar e vagar eternamente, sem propósito, entre as sucatas da oficina
  • Uma fonte de notebook que tenha um plug p4, desse tipo :
plug_p4
Bastante comum em roteadores de internet também

Na minha cotação do Banggood (no google sheets) eu considerei apenas os componentes essenciais para o funcionamento da fonte, considerando também que potenciômetros, switchs e leds são facilmente reciclados de sucata. Os links de compra estão todos nessa planilha.

corte.jpeg
MakerCube : Atenção às referências

Além disso, sua fonte não precisa ter a caixa/case desenhada por mim (MakerCube), que envolve corte a laser e a disponibilidade de máquinas desse tipo na sua cidade. Vc pode montar tudo numa chapa de papelão ou usar uma caixa patola com tamanho razoável (eu usei 100x100x100mm, mas acho que cabe tudo em 80x80x80mm).

Give me the schematics!

Eu fiz o esquema de montagem com os componentes presentes no thinkerCad, substituindo o módulo lm2596 por um regulador de 3.3v e o esquema de ligação dos dois potenciômetros (esses 2 potenciômetros devem substituir o trimpot azul presente na placa, sem aviso prévio, pq eles têm a função de regular precisamente a tensão da fonte), além de substituir o display por 2 componentes (um voltímetro e um amperímetro), porque a biblioteca do TinkerCAD é muito limitada e a do Fritzing era mais ainda.

esquema.png
Alguma sugestão de software online tao visual quanto esse, com uma biblioteca de componentes decente?

Montagem

rick_lab
“Wubba lubba dub dub!”

A montagem foi massa e durou cerca de 1hr (que vai virar um timelapse), com alguns pontos que chegam a ser engraçados (ou não kk):

  • Soldei os potenciômetros errado, de um jeito que a tensão diminuia quando eu girava no sentido horário (que não faz sentido e é uma dessas regras não escritas da vida)
  • Apertei a porca do interruptor ao contrário, ON era OFF e vice-versa
  • Não soldei o LED de ligado/desligado pq tava ansioso pra ver o negócio funcionar kkkk
montagem
Acho que vou fazer uma playlist de montagem/solda no spotify

O que da pra queimar fazer com essa fonte?

Bem, essa fonte é limitada pelo componente mais sensível do projeto : lm2596. Ele suporta tensões de entrada/alimentação de 4.5 a 40V (a fonte de notebook que eu uso é de 19V, fontes de roteadores geralmente são de 9 ou 12V), tensões de saída de 1.23 a 37V**(tendo em mente que o limite máx da tensão de saída é, na verdade, a tensão de alimentação) e pode alimentar uma carga de até 3A, além de ter shutdown térmico (se o chip ultrapassar 125ºC) e proteção contra curto-circuitos de 5.6A, que obviamente vão acontecer.

Ok, mas $12 ainda é caro e não preciso desse trambolho

Certo, então um voltímetro e amperímetro USB e um cabo usb macho pra garras jacaré vão quebrar seu galho pra tensões de entrada próximas de 5v (de 3 a 7v) e correntes de no máx 3A, sem necessidade de montagem, soldagem e confecção de um case.

 

 

Tudo isso por aproximadamente $7, maravilhoso né?

Próximo capítulo

O próximo assunto do blog maker mais nerd em linha reta do Brasil vai ser …. LPWA! Sim, senhores, vamos falar sobre isso e porque essa tecnologia é o futuro da Internet das Coisas, nessa Terra, nessa Dimensão C-137.

C-137-NAJerry
Na dimensão C-138, da última vez que me contaram, o futuro depende completamente da manutenção das plantações de bolo de rolo com recheio de doce de leite

Vergonha

Shame

OK OK, eu sei, eu não postei nada nos últimos 8 meses.

No fim do ano passado eu tava bastante desmotivado com a falta de oportunidades de estágio pra engenharia mecânica (que eu preciso pra terminar minha graduação) e a quantidade de “nãos” que eu recebia. Mas eu cai pra cima, parceiro:

cai_pra_cima.jpg
Mas eu cai atirando

Percebi que eu tenho um perfil/currículo completamente desinteressante (chegando a dar mais sono que rivotril) pras empresas/indústrias que absorvem eng. mecânicos (onde as áreas de manutenção, qualidade e produção são cruciais), então parei de dar murro em ponta de faca. Procurei oportunidades que fossem realmente relevantes e tudo deu certo a partir daí =]. Consegui alguns convites de estágio, tomei vergonha na cara e saí da casa dos meus pais (23 anos, já tava na hora kkk)

Participei do programa de estágio de férias do CESAR (uma empresa foda de tecnologia e inovação, genuinamente Recifense), conheci pessoas extremamente interessantes/fodas, fiz ótimos amigos, me diverti, passei a tomar café que nem um louco e aprendi muito sobre Design Thinking, Usabilidade e ciclos de desenvolvimento de produto, que negligenciei completamente durante meu curso (na MakerCube tentei mostrar a importancia disso e acho que consegui).

Visto isso, eis o que eu proponho pra esse blog e como nerdar sobre o movimento maker e a engenharia, a partir de agora:

Isso aqui não é mais (ou nunca foi) uma sala de aula quente e empoeirada, com metade dormindo e a outra metade esperando a chamada:democracy.gif

Quero que isso seja uma mesa enorme (de bar ou da casa de um amigo), cheirando à cerveja, coca-cola e doritos, com um tabuleiro de War/D&D, dados e guardanapos engordurados, som de risadas e pessoas interessantes, falando do último episódio de Black Mirror e sobre nerdices.

Siga o TSC nas redes sociais!!

Sim, pra saber rápido dos próximos posts (e spoilers), tem a página no facebook, twitter e instagram ( @gpsgui , meu nickname desde que eu jogava CS na lan house perto do colégio )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s